terça-feira, 15 de junho de 2010

"A alma tíbia dilacera o meu coração"



Em suas belas aparições á Santa Faustina Kowalska , Jesus revelou-lhe o verdadeiro caminho da perfeição, a verdadeira caridade, profecias sobre os finais dos tempos, o grande poder da oração, a fé que capaz era de tudo mudar.
Mas sobretudo, com muita tristeza disse Jesus Cristo á Santa Faustina durante sua oração da Via-Crucis que nada existia pior para ele, ele que é a santidade por essência, que a alma tíbia, disse Nosso Senhor: "A alma tíbia dilacera o meu coração".Almas tíbias são almas perdidas no mundo terreno, no mundo das tentações terríveis, estas mornas almas, não sentem a presença de Nosso Senhor, riem muitas vezes dos Santos sacramentos, vão á Igreja somente por obrigação, e não por amor á Jesus, suas orações são automáticas e não alcançam o céu.Estas almas que não são quentes nem frias tem somente o calor para se manterem vivas, são como cadáveres, porque seus corações é como a mais dura rocha, pois é extremamente duro e incapaz de penetrar a divindade.
Estas almas em tão triste estado, a isto não enxergam e são dificilmente curadas, porque para elas somente a Misericórdia Divina do Senhor Jesus é a salvação, não há outro caminho pelo qual busquem a salvação e a encontrem.Almas estas que se assim saírem do mundo, padecerão ardentemente do fogo terrível do inferno, onde jamais haverá libertação.Infelizmente estas almas só percebem seu triste estado quando já estão a pagar pelo mal que eles lhe causaram.
Tirar almas do estado da tibieza a muito agrada á Nosso Senhor, que faz com que coloquemo-as no abismo de sua Divina Misericórdia, onde há toda a salvação, toda a libertação, toda a esperança.

Um comentário:

  1. Amém: Pois me preoculpo com as almas e rezo ao Senhor Jesus Cristo por todas as almas. Mais também me preoculpo comigo e com minha famili será que eu não estou sendo tamém uma alma tibia.

    ResponderExcluir